domingo, 6 de abril de 2014

Look do Dia: estreando os óculos novos

Eu já estava pensando em começar a fazer esse tipo de post por aqui há um tempo, mas estava meio em dúvida porque não entendo muito de moda e nem me importo muito com estar dentro dela, eu sempre usei o que gosto independente de estar na moda ou não (ou dos outros acharem que combina ou não). Mas ultimamente tenho gostado bastante do resultado de algumas misturas de roupas que tenho feito e como eu comprei um óculos pelo qual estou completamente apaixonada (acho que ninguém tava sabendo disso já que eu nem comentei o fato umas mil vezes no twitter #sqn ) e que, pra completar, acabou ficando muito legal com a roupa que eu usei ontem no chá de panela de Josilda resolvi começar essa ''coluna'' no blog de uma vez por todas. 
Mas não esperem superdicas ou coisas do tipo. Vou postar o que eu achar interessante e espero que vocês gostem. E sem mais delongas vamos ao look:




A blusa rosa eu comprei na Poly Modas aqui perto de casa, foi amor à primeira vista. Lá tem muitas blusas bacanas e baratas. A camiseta preta é de mamãe e, se não me engano, ela comprou na Rener, mas essas camisetas são bem fáceis de se encontrar em várias lojas. A calça é antiga, não tenho certeza, mas acho que comprei aqui pelo Cohatrac também. (Gente, tem de tudo aqui pelo Cohatrac. S2) O cinto eu comprei na Outlet quando estive em BH. O sapato é da via scarpa, mas tenho ele há um bom tempo então não lembro onde o comprei. E, pra completar, meus óculos novos brancos da Visel que eu comprei na Ótica Visão do Centro.

Pronto! Depois dessa eu prometo que paro de comentar em qualquer rede social sobre o quão lindos meus óculos são ou qualquer coisa relacionada a eles antes que vocês me deem unfollow, block, etc  . Mas cá entre nós, eles são lindos, não são? *-*

E aí? Gostaram da nova ''coluna'' do blog?

domingo, 9 de março de 2014

Top 13 de Clipes Coreografados

Se tem uma coisa que me atrai em um clipe musical é uma boa coreografia. Amo clipes que são parcial ou completamente coreografados por isso resolvi fazer um top 5 de clipes coreografados. Só que foi impossível escolher só 5 aí eu aumentei pra 10 e depois pra 13. A princípio, a ideia era organizar os clipes em ordem do menos legal pro mais legal segundo a minha opinião, mas eles são tão bons que ficou difícil decidir os melhores então decidi colocar em ordem aleatória mesmo.
Os únicos critérios para a escolha desses clipes em particular foram o meu gosto e a minha memória (sei que tem muitos outros clipes bem coreografados, mas não sou capaz de lembrar de todos e nem conheço tantos assim).
Então, aumentem o volume, peguem a pipoca e, sem mais delongas, apresento o top 13:

1) Pink - Try
Não costumava curtir muito a Pink, mas atualmente estou achando as músicas dela mais interessantes e esse clipe é muito massa!



2) Pussycat dolls - Button
As músicas das Pussycat costumavam ser do tipo que colocavam todo mundo pra dançar, então a maioria dos clipes delas costumavam ser bem coreografados. Escolhi o clipe de Button, mas vale a pena vocês assistirem a outros clipes delas também.



3) Ciara - Like a Boy
Descobri esse clipe sem querer enquanto pesquisava os vídeos pra essa postagem e adorei!



4) Rihanna - Umbrella



5) Shakira - Hips don't Lie
Realmente os quadris não mentem e essa é uma mulher que sabe dançar! Vale a pena procurar outros clipes dela pra assistir.



6) Shakira - Did it Again
Não disse que ela sabia dançar? Sou louca pelo pas-de-deux desse clipe! É um dueto lindo, bem executado e muito perfeito. *-*



7) Lindsey Stirling - Shadows
Não bastava saber tocar violino e saber dançar, tinha que saber fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Escolhi esse clipe por causa do jogo com a sombra, mas tem muitos outros clipes dela bem interessantes. Alguns são coreografados como esse, outros são cosplays muito bem bolados. Já tinha falado da Lindsey aqui no blog uma vez e se não me leram ouviram antes, leiam ouçam agora e vão checar o trabalho dela. É muito bom!



8) Beyoncé - Dance for You
Beyoncé despensa apresentações, né galera? Assim como Shakira, a mulher sabe dançar muito bem e muitos dos clipes dela têm coreografias muito tops! Foi difícil escolher só um clipe, e sei que ela têm clipes com coreografias até melhores que esse, mas gosto dele.



9) Christina Perri - Jar of Hearts
Como já havia dito na postagem sobre os melhores de 2013, esse foi o melhor clipe ao qual assisti ano passado então não tinha como não entrar nesse top 13.



10) Evanescence - Call me When You're Sober



11) Sofia Essaidi - Femme d'Aujourd'hui



12) Sofia Essaidi et Florian Etienne - Une Autre Vie
Essa música faz parte de um musical sobre Cleópatra e eu acho que eles deveriam ter feito elaborado clipes nesse estilos pra todas as músicas do musical porque ficou muito lindo. Sou apaixonada por esse clipe.



13) My Chemical Romance - Helena



Pelo teor dos clipes, nem deu pra vocês perceberem que eu adoro um contemporâneo, né? E vocês? O que mais curtem em um clipe? Comentem aí e aproveitem pra me dizer que outros clipes vocês acham que deveriam ter entrado nessa lista.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Sobre se sentir Adulto II: Devolvendo o Diploma



Se na quarta sair com minhas amigas fez eu me sentir mais adulta, ontem foi o contrário. Eu e os Arautos tínhamos combinado de nos vermos e marcamos um encontro aqui em casa em vez de sairmos como de costume: cinema, lanche em shopping, sinuca em bar, comida mexicana, pizzaria ou restaurante (os dois últimos, mais comuns em aniversários). 
Assistimos filme, comemos pizza e pipoca, tomamos refrigerante e depois ficamos conversando sobre graphic novels e animes. Acho que voltei pra rotina de pseudoadulta. :)

Ps. A imagem acima é do filme a que assistimos. Fraco, nem dá pra ficar com medo.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Sobre se sentir Adulto



Ontem saí pra jantar com Rayssa e Rebeca. Tava cansada de sempre que sairmos é pra ir ao cinema, praia ou lanchar rapidinho na ''esquina'', então aproveitei que as três estamos trabalhando (tecnicamente eu e Beca não estamos trabalhando no momento, mas...) e as convidei pra irmos em um restaurante jantar.
Nos arrumamos, pegamos o carro, fomos a um restaurante, jantamos ''comida'' (nada de pizza ou fast food), pedimos uma jarra de suco em vez de refrigerante, conversamos sobre trabalho, faculdade, casamento, etc e dividimos a conta. E eu cheguei em casa me sentindo um pouco mais adulta.
A Ju disse que eu já posso pegar meu diploma de adulta, mas acho que essa estrada ainda tem muito chão pela frente. Não sei se um dia eu vou me considerar uma adulta de verdade e continuo preferindo ser uma pseudaadulta a uma adulta de verdade, mas percebi que, de vez em quando, é legal bancar a adulta de verdade. 
Quero mais noites assim. 

Ps. A gente não bateu foto quando saiu e eu não queria deixar esse post sem uma foto, então tirei essa foto do site do resturante. :p

sábado, 11 de janeiro de 2014

Melhores Finais

Eu não sei vocês, mas eu sou do tipo que acha que um final muitas vezes é capaz de salvar ou estragar toda uma história. Por isso eu resolvi elaborar esse post, pra falar sobre os três melhores finais que eu já vi/li. Os finais serão organizados por ordem cronológica (o primeiro a que assisti, depois o segundo etc.). O texto é sobre finais então haverão spoilers, mas colocarei avisos antes de contar o final. 

MELHOR FINAL DE TEMPORADA

As Guerreiras Mágicas de Rayearth é um dos primeiros animes ao qual me lembro de ter assistido e era um dos meus desenhos preferidos quando era criança. Eu lembrava pouca coisa a respeito desse anime, mas há uns 3 anos atrás eu reassisti a todos os episódios. O final do anime em si é bem previsível e eu não consegui decidir se gostei ou não porque não era o fim que eu queria, mas era o fim mais lógico.
Em compensação, o final da primeira temporada é inesquecível (tanto é que mesmo não lembrando do resto do enredo eu nunca esqueci o final) porque é totalmente inesperado. Você passa todo o desenho achando que as coisas são preto no branco e que sabe qual é a missão das guerreiras mágicas, aí no último episódio você descobre o motivo pelo qual o Zagato sequestrou a princesa Esmeralda tornando-se o vilão da história e, para completar, ainda tem o pedido que a princesa faz às guerreiras ao explicar qual é a sua verdadeira missão. E OMG OMG OMG! Não tem como não surtar! Quer dizer quem, em são consciência, esperava descobrir que SPOILER o sumo sacerdote Zagato e a princesa Esmeralda tinham se apaixonado!? E que por causa desse amor ela não conseguia mais cumprir seus deveres como pilar de Cephiro e por isso havia convocado as guerreiras mágicas para que a matassem porque só assim outro pilar poderia ser escolhido!? E que o Zagato a sequestrou justamente para mantê-la viva (mesmo sabendo que isso significaria a destruição de Cephiro) e protegê-la das guerreiras!? E que, após a morte de Zagato, a princesa imploraria para que as guerreiras a matassem e ainda por cima se transformaria numa espécie de guerreira badass e vingativa ao descobrir a morte do amado!? SPOILER E é por todos esses motivos que o final da primeira temporada de As Guerreiras Mágicas de Reyearth é o melhor final de temporada ao qual eu já assisti.

MELHOR FINAL DE LIVRO

O Assassinato no Expresso do Oriente tem o melhor final simplesmente porque nunca em um milhão de anos eu ia imaginar que o assassino era SPOILER não uma mais várias pessoas. Praticamente todos os passageiros do trem (excetuando o detetive Poirot e mais um ou dois personagens) tramaram a morte da vítima e todos foram responsáveis por esfaqueá-lo pelo menos uma vez. SPOILER
Não tem como ficar enrolando. Esse livro tem o melhor final de todos simplesmente pelo fato do assassino ser quem é. Leia o livro (ou assista ao filme) e você vai entender.


MELHOR FINAL DE ANIME

Eu levei uma vida pra terminar de assistir a Code Geass, mas super valeu a pena. Esse é um dos melhores animes ao qual eu já assisti. E o final... gente, esse é o melhor final ever! É um pouco complicado explicar porque eu gostei tanto do fim, mas vou tentar. O último episódio de Code Geass casa perfeitamente com o restante da série e mostra a importância de se ter um propósito e que as pessoas precisam ter algo em comum pra ficarem unidas e filosofa sobre como um símbolo normalmente se torna mais importante do que a pessoa que o carrega (e quando se estuda algo relacionado a esse assunto não tem como não lembrar desse final).
O interessante é que mais de um personagem chegou a mesma conclusão sobre o que deveria ser feito para dar fim a guerra que assolava o mundo: SPOILER dar uma causa em comum às pessoas, mesmo que essa causa fosse alguém para que todos odiassem (não concordo muito com o fato de que alguém pra odiar fosse a melhor escolha, mas no desenho deu certo) SPOILER e todos estes estavam dispostos a pagar o preço, por maior que fosse. SPOILER O Lellouch se despedindo da Nunally dizendo que a amava e tudo o mais e que nunca deixaria que todos a odiassem e que ele é quem deveria carregar a culpa por tudo de ruim que acontecesse só pra depois fazê-la esquecer disso e tratá-la com indiferença foi de partir o coração. #snif SPOILER Além disso, foi um pouco inesperada a forma como as personagens envolvidas finalizaram o plano para estabelecer a paz com o SPOILER Suzaku se vestindo de Zero e matando o Lelouch e a gente descobrindo que tudo isso havia sido planejado pelos dois. SPOILER
Ao contrário dos finais anteriormente citados, o último episódio de Code Geass não possui motivos específicos relacionados ao final em si para ser ótimo. É preciso assistir a todo o desenho e então pirar com o excelente final elaborado para o anime.

E vocês? Quais foram os melhores finais que vocês já leram ou aos quais já assistiram?

sábado, 28 de dezembro de 2013

Melhores de 2013

MELHOR LIVRO

Apesar do pouco tempo disponível para leituras que não fossem acadêmicas eu ainda consegui ler alguns livros muito bons esse ano. Entre eles estão dois que ganharam um lugar especial no meu coração e me deixaram muito tempo suspirando, surtando e torcendo.

Esse livro é pura poesia. Métrica conta uma história linda e envolvente e que te faz refletir sobre a vida em todos os seus aspectos. Apesar de ter um romance, eu senti que o livro era sobre muito mais do que o complicado romance apresentado. E eu diria que é um livro bem sensual. Vejam bem, nós não temos nele aquela coisa meio melosa dos YA, nem aquele romance cômico e exagerado dos chick-lits e definitivamente esse não é um livro erótico. Mas talvez por ser um New Adult e por ser também uma prosa lírica (ou ser poesia em forma de prosa, não estou a fim de refletir sobre qual seria o termo técnico mais adequado.), o livro acaba adquirindo um ar que eu não consigo descrever de outra forma que não seja sensual. E os relacionamentos? Ah! Os relacionamentos são a melhor parte desse livro. Novamente, não falo apenas do romance principal mas também dos relacionamentos familiares, das amizades (o bromance do Kel e do Caulder é muito fofo!), do romance secundário.  Eu realmente recomendo a leitura desse livro para qualquer pessoa de qualquer idade.
Ps. Quanto ao título: Acho que o original (Slammed) foi uma escolha perfeita, mas não gostei muito da escolha em português. Creio que escolheram o nome Métrica apenas porque tem a ver com poesia, mas os poemas que aparecem no livro são todos versos livres (e a própria história do livro é nada mais do que um poema escrito em versos livres) por isso creio que algo como "Desmetrificada" ou "Sem Métrica" teriam sido escolhas mais felizes para o título.


Resumindo: Cinder é a história de uma Cinderela ciborgue.
Conto de fada + ficção científica + distopia = tem como não amar?
Cinder é um livro triste, fofo, com romance, aventura, descobertas e eu não sei mais o que falar sem dar spoilers ou sem me alongar demais. Apenas leiam, vale muito a pena. Esse livro definitivamente foi uma das melhores leituras do ano e eu total recomendo.
Ah! Uma das coisas legais é que a história se passa na Ásia! A autora é ianque, mas não escreveu um livro que se passe nos EUA (ou numa versão futurística dos EUA) e os mostre como se fossem o centro do mundo.
Ps. Sei que falei mais de Métrica, mas amei Cinder tanto quanto.


MELHOR SÉRIE (DE LIVROS)

Sei que Métrica e Cinder fazem parte de séries, mas as séries em si não me cativaram tanto quanto os primeiros livros (sem contar com o fato de que ainda faltam dois livros pra eu acabar de ler As Crônicas Lunares! #buá) Então o prêmio de melhor série vai para a trilogia: A Seleção.


Eu li em algum lugar que A Seleção é baseada na história de Ester, mas a única coisa que tem a ver com Ester é o fato de várias mulheres serem levadas para morar em um palácio, serem treinadas para serem rainhas e tentarem conquistar o coração do príncipe e um lugar no trono ao seu lado. Ou seja, esse livro é uma mistura da história de Ester com The Bachelor. A Seleção e A Elite são parte de uma trilogia distópica cuja história envolve um triângulo amoroso muito bem elaborado, conspirações políticas, sistemas de castas, guerras e mistérios de encher a cabeça com interrogações. Eu amei essa série e estou louca para ler o último livro (que será lançado em 2014): A Escolhida.
Ah! Ainda há um bônus. A autora lançou dois contos sobre o universo da trilogia e essas histórias são contadas sob os pontos de vista dos protagonistas masculinos:

MELHOR FILME


Ligados pelo Amor é um filme sobre amor, recomeços, esperança, experiências e a vida. Foi um filme que mexeu muito comigo e eu amei essa história. É um filme meio cult, então sei que muitos não vão gostar, mas eu sinceramente recomendo. E se você quiser uma resenha decente sobre o filme leia o post que me fez correr para assistir Ligados pelo Amor.
Ps. Além da história maravilhosa, o filme também conta com uma trilha sonora também maravilhosa.





Feelings! So many feelings! Não lembro se assisti As Vantagens de Ser Invisível no final do ano passado ou se no começo desse ano, então ele entra na lista como melhor filme do ano empatado com Ligados pelo Amor.
Esse filme aborda, de maneira sutil, vários temas pesados (não vou falar quais porque seria spoilers) e é praticamente impossível assistir à ele sem se envolver. Ele é um filme emocionalmente pesado e é simplesmente ótimo!
Também é um filme um pouco cult, por isso sei que não será a praia de muitos, mas recomendo demais esse filme. E sei que é clichê dizer isso, mas quando acabei de assistir ao filme eu me senti infinita e não creio que seja possível não se sentir assim depois de assistir.
Ps. Por incrível que pareça, o filme é melhor que o livro.

MELHOR SERIADO


Apesar dessa terceira temporada ter sido meio fraca até agora, Once Upon a Time continua sendo a queridinha do meu coração. Ainda mais porque o último episódio antes da série entrar em hiatus compensou toda a fraqueza que a história vinha mostrando e renovou meu amor por OUAT. <3 nbsp="" p="">
Quanto aos seriados que estrearam esse ano o meu preferido foi Reign. Ele conta a história da Maria Stuart, mas não possui muito comprometimento histórico (eles até inventaram um bastardo #suspiros mega gato #suspiros chamado Sebastian #suspiros para poderem criar um triângulo amoroso que não existiu na realidade). Essa série me lembrou um pouco The Tudors, mas sem as cenas de sexo a cada 10 minutos. Além da história ser interessante, os figurinos são lindos e a trilha sonora é composta de músicas contemporâneas o que dá a série um interessante contraste polissêmico e deixa os espectadores com vontade de sair dançando.
Ps. Outra série muito boa que estreou esse ano foi The White Queen.

MELHOR ANIME

Esse foi um ano fraco no quesito anime. Continuei acompanhando os que já vinha assistindo (Hunter x Hunter e Avatar: A Lenda de Korra) e assisti mais alguns poucos, apenas o suficiente pra manter meu lado otaku satisfeito. Entre os que assisti, o que eu mais gostei foi FullMetal Alchimist Brotherhood.
Esse desenho é tão bom que eu e mais alguns amigos até decidimos dar uma cópia pra uma das nossas professoras da faculdade. FullMetal conta a história dos irmãos Elric e de sua jornada em busca de uma maneira de recuperarem seus corpos (durante uma hum... experiência, Edward perdeu um braço e uma perna e Alphonse perdeu todo o corpo). E essa jornada acaba criando uma história de redenção, perdão, amizade, amor e lealdade. As personagens são muito bem desenvolvidas assim como a história individual das personagens que não são protagonistas. O crescimento emocional e psicológico das personagens durante o anime também foi uma das coisas que mais gostei. Definitivamente, esse foi o melhor anime ao qual assisti esse ano.

Bônus: Não lembro se assisti no começo desse ano ou se foi ano passado, mas Eden of East também é um anime muito fofo e que gostei muito. E eu acabei de descobrir que tem 2 filmes que dão sequência ao anime. Correndo para baixar em 3, 2...

MELHOR WEBSÉRIE

Depois de The Lizzie Bennet Diaries eu fiquei ansiosa pela estreia de Sanditon, mas acabou sendo uma total decepção. Porém logo depois estreou Emma Approved, que (até agora) não tem sido tão maravilhosa quanto TLBD, mas até que estou gostando bastante. Também assisti o primeiro episódio de Jane Eyre, mas acabei esquecendo de acompanhar, então vou deixar pra assistir só em 2014. Então a melhor websérie do ano foi:

É muito amor né gente? Foi difícil me despedir dessa websérie no começo desse ano. 
Mas quanto as estreias de 2013, a melhor foi:
Não conheço muito da história de Emma (exceto pelo que lembro de As Patricinhas de Beverly Hills) então não sabia muito o que esperar quando comecei a assistir Emma Approved. Tenho gostado da experiência e estou querendo ir atrás do livro pra ler e de uma das versões dos filmes ou dos seriados para assistir.


MELHOR BANDA/CANTOR

Conheci alguns cantores e bandas novos muito bons esse ano. Mas não tive tempo de sentar e ouvir e avaliar toda a discografia como gosto de fazer. Então, infelizmente, esse ano foi, pra mim, um pouco musicalmente fraco. Porém eu pude conhecer um pouco mais do trabalho da Sara Bareilleres.
Meu primeiro contato com ela foi através de Love Song há alguns anos atrás e esse ano eu pude ouvir mais algumas músicas dela e me apaixonei completamente por ela. As letras de suas canções são lindas e inteligentes e é uma música melhor que a outra. 



Outra descoberta interessante esse ano foi Skillet . Alguns amigos já tinham me falado dessa banda dizendo que eu deveria escutar porque eles achavam que eu ia gostar. Aí, um dia, ouvindo um dos pendrives do meu irmão enquanto dirigia, me deparei com umas músicas cujas letras eram bem interessantes e criativas e quando fui ver era justamente Skillet que estava tocando. Apesar de ter ouvido poucas músicas da banda (as do pendrive e mais algumas que procurei na internet), gostei bastante das que ouvi e recomendo.
Ah! Apesar de ser uma banda de rock cristão, curiosamente, todos os amigos que me indicaram Skillet eram descrentes (foi um dos fatos que me deixou mais curiosa pra ouvir o grupo).

MELHOR TRILHA SONORA 


Apenas uma Vez foi um filme feito com baixo orçamento então a qualidade da imagem não é das melhores. A história em si é fofa e bem original, mas também é um filme cult e, como disse anteriormente sei que muitos podem não gostar. Particularmente, eu gostei do filme. Não achei essa coca-cola toda que me disseram, mas é um filme legal. Agora a melhor parte do filme definitivamente é a trilha sonora. Gente, a trilha sonora desse filme é simplesmente linda! E quem quiser, pode ouvir aqui (Ps. Não sei se todas as músicas do filme realmente estão nessa playlist).


MELHOR CLIPE MUSICAL

A letra dessa música é criativa e linda, assim como a melodia também é muito bonita. O clipe foi muito bem elaborado e lindamente coreografado. Pra mim, esse foi o melhor clipe a que assisti esse ano (não sei se a música foi lançada esse ano, mas como só vi há alguns meses então tá valendo).


MELHOR ANIMAÇÃO


Sei que esse filme foi lançado ano passado, mas eu só assisti esse ano então conta como o melhor de 2013. Eu não esperava muito desse filme, mas A Origem dos Guardiões me encantou. O filme é apaixonante, fofo, divertido, com uma dose de aventura e aquela lição de moral que serve tanto para as crianças quanto para os adultos. Recomendo essa animação para todo mundo!






Fico por aqui. Espero que tenham gostado e, quem quiser, pode dizer nos comentários quais foram os melhores de 2013 para vocês.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Wishlist



Final do ano... dezembro finalmente chegou, ou seja, aniversário e amigos-invisíveis. Entre muitas outras coisas, dezembro pra mim é mês de presentes (tanto de comprar quanto de ganhar) e eu não sei vocês, mas eu gosto muito quando acerto em um presente, fico feliz quando dou algo que agrada quem ganhou. Então, pra evitar ter que responder mil vezes à pergunta: "O que você quer de presente de aniversário?" ou ter que elaborar várias listas de opções de presentes de amigo-invisível, eu resolvi fazer essa lista de desejos.

No geral, eu não gosto muito de ganhar dinheiro de presente (acho um pouco impessoal), mas como ano que vem tem minha viagem-presente-de-formatura, quem quiser me presentear e não quiser comprar alguma coisa pode me dar só o dinheiro que vai ser guardado com muito carinho para ser gastado na viagem. Mas para aqueles que preferem o bom e velho presente físico (ou que me tiraram em algum amigo-invisível da vida) aí vão algumas opções de presentes:

- Agenda 2014. Pode ser da Jolie (da japinha, por favor), das menininhas (da Lil), do Pooh, do Pequeno Príncipe, Sininho, Smilinguido, etc. Pra mim tanto faz desde que seja uma agenda fofa e não aquelas agendas sérias e sem graça.

- Bijuterias: brinco, cordão, pulseira, tornozeleira, anel (aaaamo anel, mas quase não tenho). Podem ser grandes ou pequenos, discretos ou coloridos, tanto faz.

- Roupas (as blusas e os vestidos que eu uso na maioria das vezes são tamanho P e as calças e shorts costumam ser 40 ou 42)
Pra quem quer uma dica mais específica, eu adoraria ganhar uma calça azul escuro ou uma vermelha ou um vestido branco ou preto (bem básico e simples sabem? Estilo tubinho e sem enfeites)

- Rasteirinhas (costumo calçar tamanho 35/36)

- Bolsa

- Porta retrato de parede (branco ou rosa-choque)

- CD

- DVD

- Perfume (nada doce, por favor)

- Estojo

- Batom (de cor forte, por favor)
Pra quem quer uma dica mais específica, tô a fim de um batom vermelho ou marrom.

- Livros *-* (O quê? Tavam mesmo pensando que eu ia fazer uma wishlist sem uma sublista de livros? Nãã, esse tópico merece uma lista à parte.)
É só clicar no nome do livro que você vai ser redirecionado pro link dele no skoob. Ah! Uma dica: alguns sites e lojas físicas vendem livros no idioma original por preços mais baratos que a versão traduzida, por isso marquei alguns livros com um *. Esses livros podem me ser dados tanto em português quanto no idioma original, pra mim tanto faz. Aí vai:

Na Passarela, de Meg Cabot
Nada Dramática, de Dayse Dantas
* Uma Garrafa no Mar de Gaza, de Valérie Zenatti
Eu me chamo Antônio, de Pedro Gabriel
Apaixonada por Palavras, de Paula Pimenta
To Die For, de Sandra Byrd
Métrica, de Colleen Hoover
Azar o Seu, de Carol Sabar
Lolita, de Vladimir Nabukov
A Última Nota, Felipe Colbert e Lu Pires
Procura-se um Marido, de Carina Rissi
Perdidade Carina Rissi
* Cidade da Penumbra, de Lolita Pille
Pobre não tem sorte, de Leila Rego
* Se Você me visse Agora, de Cecelia Ahern
Persuasão, de Jane Austen
Persépolis, de Marjane Satrapi
Garotas de Vidro, de Laurie Anderson
Os 13 porquês, de Jay Asher
* O Sr. Pip, de Lloyd Jones 
Outono de Sonhos, de Adriana Brazil
O Festim dos Corvos, de George R. R. Martin
* Paixão sem Limites, de Abbi Glines
O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas
O Segredo de Emma Corrigan, de Sophie Kinsella
Lembra de mim? de Sophie Kinsella
Mordida, de Meg Cabot

Ufa! Acho que tá bom. Ah! Mas vocês podem estar perguntando: "Mas Nessa, e se eu e outra pessoa escolhermos o mesmo livro pra te dar?" CARNEIRO, Ana Caroline Bem, se você não faz questão de que seu presente seja surpresa (ou não me tirou em um amigo-invisível), é só me dizer qual você comprou que eu tiro da lista. Além disso, é só guardar a nota fiscal que qualquer coisa eu posso trocar na livraria. ^^
E se você tem confiança no seu gosto literário (ou conhece bem o meu) e quiser me dar algum livro que não esteja nessa lista, sinta-se à vontade para fazê-lo.

Adendo: Também aceito itens dessa lista aqui. Principalmente os 2 (preciso de um desses!), 4, 6, 8, 12, 16 (preciso de um desses!), 18, 22 e 23. 

Gente, eu sou bem fácil de agradar. Sejam criativos, surpreendam-me. Vocês podem me dar qualquer coisa que eu provavelmente vou gostar. Bem... quase qualquer coisa...


NOT-WISHLIST: O que não me dar de presente

- Sabonete: tô nem aí se é chique, se os sabonetes são caros ou são de marca. DE-TES-TO ganhar sabonete de presente.

- Diários: já tentei, mas não consigo usar. Me dar um diário é um desperdício de dinheiro.