sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Serialholic #Pt. 07



You're the Worst - É uma comédia não-tão-romântica centrada no relacionamento de Gretchen e Jimmy. Eles se conhecem em um casamento e o que deveria ser um caso de uma noite acaba se tornando o começo de um relacionamento. Porém ambos são pessoas egoístas, auto destrutivas e são considerados um desastre como namorado ou namorada e ninguém bota muita fé no namoro deles. Além deles dois, a série conta bastante da rotina de seus melhores amigos Edgar e Lindsay. Eu achei o seriado divertido e engraçado, mas devo avisar que ele tem bastante palavrão e  muita cena de sexo. As cenas de sexo dão pra pular, mas os palavrões não, então se isso te incomoda eu não recomendo a série pra você, mas se não, então assista porque é muito legal. Só tem uma temporada até agora e ela só tem 10 episódios e eles são curtos, de 20 minutos.
Ah! Eu só fui perceber quase no final da temporada, mas a história se passa na Irlanda.

Marco Polo - É a história do aventureiro italiano e muito lindo Marco Polo durante sua estadia como hospéde/prisioneiro na corte de Kublai Khan, neto de gengis Khan. A série é divertida e cheia de aventura, lutas, traição e um pouco de romance. As personagens são muito bem construídas e, o enredo é ótimo. Também achei bem interessante conhecer um pouco mais das culturas chinesas e mongol. Os episódios são um pouco mais longos que o normal e duram entre 50 min e 1 hora. A série é do tipo pra assistitr com o controle do lado ou então não ver na sala. Eu estou adorando até agora e super recomendo pra quem gosta desse tipo de série.

Galavant -  Quando Madalena é sequestrada pelo rei Richard, seu namorado, o corajoso "príncipe" Galavant parte em direção so castelo para resgatá-la e impedir que ela se case com o rei. No entanto, Madalena prefere a riqueza ao amor e decide se casar com reu raptor e se tornar rainha. E é a partir daí que a história começa. Esse seriado é um conto de fada às avessas e é um musical e ele tira sarro desses fatos o tempo todo. Até agora só tem dois episódios e eu acho que o seriado só vai ter só uma temporad, mas já estou adorando. É engraçado e super divertido. Não tem como não gostar das personagens (menos da Madalena, ela é uma tirana malvada!), até o rei - por mais mau que seja - é super engraçado e age feito uma criança mimada. Para vocês terem uma ideia, parece uma mistura de A Princesa Prometida com Um Robin Hood Muito Louco (Sophia disse que é uma mistura de A Princesa Prometida com Monty Phyton, mas eu nunca assisti ao segundo então não posso dizer nada...). Se você não gosta de musical ou bestirol, não assista. Mas se você gosta, eu recomendo para você. Galavant é uma ótima comédia pra passar o tempo!

Emma - Minissérie de 4 episódios baseada na obra de Jane Austen. O plot da história é simples: Emma é uma jovem solteira que adora bancar o cupido com os amigos, mas que não quer se casar. A série é divertida e com algumas reviravoltas interessantes. Eu gostei bastante.

Hercules - É uma adaptação livre da história do heroi grego Hércules. O seriado conta diversas aventuras do filho de Zeus e seu amigo Iolaus. É um seriado cheio de aventura e ação e eu gostava muito de assistir.

Xena - É um spin-off de Hércules e conta a as aventuras da guerreira Xena e de sua amiga Gabrielle. Xena  era uma assassina sanguinária, mas o convívio com Hércules acabou mudando-a. Depois disso, ela se tornou uma heroína em busca de redenção. É um seriado cheio de aventura e ação e eu gostava muito de assistir.

O Jovem Hércules - Outro spin-off de Hércules com apenas uma temporada (com 50 episódios) de duração. O seriado conta as aventuras de Hércules, Iolaus e Jasão enquanto estudam em uma escola de guerreiros comandada por Quíron. É um seriado cheio de aventura e ação e eu gostava muito de assistir. (Percebeu o padrão aqui?)

Buffy - A Caçadora de Vampiros - Buffy é uma adolescente com a capacidade de se apaixonar por caçar vampiros. Junto com o seu guardião Giles e seus amigos, ela protege o mundo de monstros enquanto tenta manter uma vida acadêmica e social. A série é cheia de ação, romance e dramas adolescentes. É bastante divertida. Eu não lembrava como terminava então dei uma pesquisada no google e as últimas temporadas me pareceram meio bizarras, mas ainda assim recomendo o seriado pra quem gosta do tipo.
Ah! Buffy deu origem ao seriado Angel que eu não lembro de ter assistido, mas fica aqui a dica.

The Nanny - Fran é demitida e abandonada pelo namorado no mesmo dia, então ela decide vender cosméticos de porta em porta e, ao ser confundida por uma candidata a babá, acaba se tornando babá dos filhos do rico empresário Maxwell Sheffield, por quem acaba sentindo uma atração. A história é bem louca, como toda sitcom que se preze, e muito divertida e engraçada. As personagens são ótimas  e eu gostava de assistir.

Will And Grace - Will e Grace se conheceram na faculdade e namoraram por um tempo, mas o namoro acabou não dando muito certo porque Will descobriu que é gay. Os dois se tornaram então melhores amigos. O seriado conta a vida deles, suas rotinas com seus trabalhos e seus dramas de relacionamento, e de seus amigos Jack e Karen. O seriado é bem divertido e engraçado e eu gostava de assistir.

Confira as postagens anteriores:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

O Circo da Noite + TBR Jar

Cada estrelinha é um livro não lido.


Numa tentativa de tentar diminuir a pilha de livros não lidos que eu tenho na minha estante, eu decidi fazer uma TBR Jar pra mim. TBR = To be read; a ser lido. Uma TBR Jar funciona basicamente da seguinte maneira: você escreve os títulos de todos os livros que você tem (não vale livros emprestados) e ainda não leu em pedaços de papel, coloca esse papéis em um jarro ou uma caixa e sorteia o próximo livro que você lerá. Se você quiser, você pode estabelecer algumas outras regras, eu - por exemplo - estabeleci as seguintes regras para a minha TBR Jar:

1) Serão só livros físicos.
2) Eu sortearei apenas um livro por mês, mas se eu não conseguir terminar a leitura até o final do mês então eu não farei sorteio algum no mês seguinte.
3) Eu não preciso terminar o livro sorteado, se ele for muuuuito chato eu me dou total permissão de abandonar a leitura e desistir do livro.
4) Eu só poderei ler outros livros físicos por prazer depois que acabar o livro sorteado para o mês.
5) Se eu já tiver lido o livro sorteado, eu sortearei outro.
6) Se o livro sorteado fizer parte de uma série e eu não tiver lido o anterior, eu colocarei o papel de volta no jarro e considerarei como se eu tivesse sorteado o título do livro anterior.
7) Todo livro sorteado será resenhado aqui no blog (com exceção, provavelmente, dos abandonados).

E o primeiro livro sorteado e lido no mês de dezembro foi:



O circo chega sem ser anunciado. Simplesmente está lá quando ontem não estava. um cartaz diz:"Abre ao cair da noite, fecha ao amanhecer." Entre nas tendas. Passeie por um exuberante Jardim de Gelo. Assista maravilhado enquanto uma contorcionista tatuada dobra-se até caber em uma caixa de vidro. E prepare-se para descobrir a magia que surge das pontas dos dedos de duas pessoas que se amam e cuja paixão proibida ameaça consumi-los. (Sinopse retirada da contracapa do livro)

Eu amo circos. Lembro que quando éramos pequenos, meus pais levavam a mim e ao meu irmão a circos sempre que possível, desde aqueles pequenos de bairro aos maiores e um pouco mais famosos. Por mais que alguns números eu já tenha visto diversas vezes e outros já nem me surpreendam mais eu ainda fico encantada. Eu ainda fico com a respiração suspensa e taquicardia em alguns números, ainda sorrio das piadas dos palhaços e ainda fico embasbacada com as apresentações de mágica. Pra mim, os circos parecem transmitir uma atmosfera própria, um pouco etérea e é exatamente essa sensação que a leitura de "O Circo da Noite" proporciona.

Celia e Marco são dois jovens "mágicos" que são treinados desde crianças para competirem um contra o outro em um desafio e é para servir de palco para esse duelo que Le Cirque des Rêves é inicialmente concebido. No entanto, o Circo acaba se tornando o protagonista desse livro enquanto a história de Celia e Marco e das outras personagens é que servem como plano de fundo para se contar a história do Circo. A história é cercada de mistério e nem mesmo as personagens sabem exatamente o que está acontecendo. As personagens foram muito bem construídas e o romance aconteceu de forma lenta e natural, o que o tornou menos forçado e mais crível.

A escrita da autora é apaixonante e eu acho que ela conseguiu atingir sua proposta de imersão porque não tem como ler esse livro e não imaginar cada detalhe sobre o circo e não ficar desejando que ele fosse real. A história é contada sob o ponto de vista de diferentes personagens e durante um longo espaço de tempo. O enredo é envolvente, daqueles que traz a tona várias emoções: alegria, paixão, suspense, tristeza, raiva, sorrisos etc. Esse é um livro para ser lido aos poucos, degustado. É preciso dar uma pausa na leitura de quando em quando para absorver todas as emoções que ele desperta.

Ah! E o trabalho gráfico merece um comentário à parte, o livro é lindo! Com folhas pretas que realçam ainda mais o tom sombrio da história e uma capa bem fiel a descrição do livro.

Enfim, Le Cirque des Rêves é um circo que faz jus ao nome (o circo dos sonhos) que tem e O Circo da Noite é um ótimo livro. Se você já leu, me diz aí o que achou.

Ps. Essa resenha foi feita nos tons preto, branco e cinza com um toque de vermelho para homenagear o livro.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Serialholic #Pt. 06



Marvel's Agent of S.H.I.E.L.D -  Uma equipe da S.H.I.E.L.D liderada por Phil Coulson SPOILER DE OS VINGADORES que deveria te morrido no final de Os Vingadores, mas sobreviveu SPOILER DE OS VINGADORES enfrenta diversos perigos e salva o mundo várias vezes. Não dá pra explicar mais sem dar spoilers, mas posso dizer que a série é cheia de aventura, mistério e ação. É interessante também porque ele faz várias menções a acontecimentos dos filmes da Marvel. Eu gosto muito e recomendo pra quem gosta de séries de super-herois (mesmo que não haja super-herois propriamete ditos no seriado).

The New Adventures of Peter and Wendy - É uma websérie que faz uma releitura de Peter Pan e é superdivertida. Recomendo muito e estou ansiosa para a próxima temporada!

Les Revenants - De repente, pessoas que haviam morrido há anos retornam em busca de suas famílias. Ninguém sabe porque esses mortos ressuscitaram ou se são perigosos. Cada episódio é focado em um revenant diferente. É um série francesa, então ela é um pouco lenta, digamos que ele transborda mais melancolia que ação. Eu gostei bastante e acho uma pena até agora não ter estreado a segunda temporada (nem sei se vai ter :/ ). É uma ótima série, especialmente pra quem gosta de sobrenatural. 

Resurection - A premissa é a mesma de Les Revenants e quando vi ao trailer fiquei com um pé atrás porque parecia uma cópia descarada da primeira. A primeira metade da primeira temporada é praticamente plágio de Les Revenants: o primeiro morto que aparece é uma criança que morreu afogada, o pai tem dificuldade em aceitá-lo, os mortos têm dificuldade para dormir... Mas a partir da segunda temporada Ressurection começa a ganhar um enredo próprio, diferente do seriado francês. Não achei tão legal quanto Les Revenants, mas também é muito bom.

Frankstein M.D. - É uma websérie que reconta a história de Frankstein nos dias de hoje. Achei interessante o fato do Doutor Frankstein ter sido transformado em mulher. Isso mesmo, Victor Frankstein virou Victoria Frankstein na websérie. No entanto, estou achando-a chata e cansativa de assistir. Sem contar que a Victoria é quase insuportável. Acho que estou começando a perceber um padrão nessas produções: TLBD - ótima! Sanditon - chata! EA - ótima! Frankstein M.D. - chata! Pelo menos isso quer dizer que a próxima websérie desses produtores provavelmente será boa.

Atlantis - Jason está mergulhando em um submarino quando sofre um acidente e acaba indo parar em Atlantis. Lá ele conhece Pitágoras e Hércules (que não é tão heróico quanto diz sua lenda), de quem fica amigo. Os três se envolvem em várias confusões e aventuras e eu não posso contar mais, mas digo que é muito legal! O seriado faz vááárias referências às mitologia, literatura e história gregas, mas principalmente a mitologia mesmo. Recomendo muitissímo porque é muito legal mesmo!

Chasing Life - A vida de April está ótima. Ela está atingindo todos os seus objetivos quando descobre que está com leucemia. A série é uma dramédia superdivertida e cativante com ótimas personagens e um excelente enredo.

The Librarians - É um seriado baseado em uma trilogia de filmes baseados em uma série de livros. Ainda está no começo e eu só assisti a três episódios, mas eu gostei logo de cara porque o Bibliotecário me lembrou o Doctor. Comentei com Sophia e ela disse que a série parece uma mistura de Doctor Who com Warehouse 13 (nunca assisti). Enfim, The Librarians é meio sci-fi meio fantasia e consiste em três Bibliotecários super inteligentes e sua guardiã tendo que resgatar objetos mágicos e salvar o mundo da magia selvagem mal utilizada. Até agora estou gostando bastante da série e quero assistir aos filmes.

How to Get Away with Murder - A história gira em torno de uma professora de direito que ensina uma cadeira conhecida pelos alunos por "Como sair impune por assassinato" e seus estagiários. A cada episódio um caso novo é apresentado enquanto um outro caso (o desaparecimento de uma estudante de psicologia) permeia toda a série e ao mesmo tempo temos flashbacks de um SPOILER assassinato envolvendo os estagiários SPOILER. O seriado é muito legal, com mistérios, uma trama envolvente e excelentes personagens. Assim como em Sleepy Hollow, uma das coisas legais é a diversidade.

Once Upon a Time in Wonderland - Spin-off de OUAT que se passa no País das Maravilhas e tem como protagonistas uma Alice adulta, seu amigo o Valete de Copas (Will Scarlet - e, como tudo nesse universo, esse nome não é mera coincidência, ele também é um POSSÍVEL SPOILER dos homens felizes do bando do Robin Hood POSSÍVEL SPOILER), seu noivo o gênio Cyrius, o coelho branco, a Rainha Vermelha e o Jafar!!! A série foi planejada para uma temporada, mas foi tão criticada que quase foi cancelada. Os efeitos especiais são tristes, mas eu gostei bastante e olha que nem sou fã de Alice no País das Maravilhas. Achei bem interessante a reação da família dela quando ela volta para casa e conta tudo o que aconteceu.

Dominion - Esse seriado é uma continuação do filme Legião contando a história do escolhido já adulto. Eu não gostei muito de  alguns fatos serem diferentes de como ocorreram no filme, o motivo do ataque dos anjos, por exemplo. Faltou essa continuidade na história. Tirando isso, achei o seriado bem bacana. Foi interessante ver como os seres humanos se reestruturaram depois da aniquilação e o comportamento dos anjos longe de Deus. Eu gostei e estou ansiosa pra segunda temporada porque ainda não superei o que o Michael/Miguel fez no último episódio.

Gotham - É uma série policial focada no policial e futuro comissário James Gordon. Além disso, o seriado mostra um pouco da infância do Bruce Wayne e do seu relacionamento com o Alfred (que é muito legal porque uma hora esses agem como pai e filho e outra como mordomo e patrão) e com o Gordon, da infância da Selina Kyle e do passado ou da origem de alguns vilões como o Pinguim, o Duas-Caras, o Charada e a Era Venenosa. É bem bacana assistir e ir percebendo que pessoa X vai acabar virando vilão Y. Eu gostei e recomendo não só para quem curte séries de herois, mas pra quem gosta de série policial porque esse é mais o foco.

The Musketeers - Baseado na história dos Três Mosqueteiros, ou seja, muita ação e aventura. É muuuuito legal! Eu amei a série e recomendo ela bastante.

Confira as postagens anteriores:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Quilômetros de Saudade


Mais de dois mil quilômetros separam Belo Horizonte, a capital mineira, e Natal, capital potiguar. Daniela vive na primeira, às voltas com o belo e pouco confiável namorado Jorge, enquanto Fernando mora na segunda e amarga no momento a decepção pelo fim de um relacionamento amoroso no qual acreditava muito. Numa viagem de férias os dois se conhecem e a partir daí não são mais os mesmos. Uma história sobre o amor, decepção, redescoberta da felicidade e sobre como o conceito de “distância” tem diversos significados. (Sinopse retirada da contracapa da obra)

Quilômetros de Saudade é o primeiro livro da mineira Angélica Pina e eu tive o prazer de comprar o meu exemplar direto com a autora e receber minha cópia autografada. cof cof #meachando

Daniela está passando as férias em Natal com as amigas Letícia e Aline quando conhece Fernando e seus primos. Dani e Fê então se tornam amigos - mas só amigos já que ele está se recuperando de um término e ela está namorando o lindo e perfeito Jorge - e continuam mantendo contato virtualmente através de e-mails e msn skype depois que ela volta para Belo Horizonte. Depois que ela volta para casa, acaba descobrindo que o seu namorado perfeito não é tão perfeito assim e eles acabam terminando. Enquanto isso, sua amizade com o Fernando vai ficando cada vez mais forte até que ela descobre que está apaixonada por ele. 
Senti um pouco de falta de mais construção no começo da história, de mais detalhes sobre o relacionamento entre a Daniela e o Jorge, achei esse início um pouco rápido demais, mas fora isso amei o livro. O enredo é leve e a leitura acaba fluindo rapidamente. É o tipo de livro que você pega pra ler numa sentada só. A história é divertida e você se apaixona não só pelas personagens principais, mas pelos secundários também. As amigas da Daniela são umas fofas assim como os pais dela. A Daniela me encheu de raiva muitas vezes. Juro que a vontade que eu tinha era de entrar no livro e dar uns tapas nela pra ver se ela parava de fazer burrada e tomava uma decisão. O Jorge é um canalha e, sinceramente, não sei como a Daniela demorou tanto pra perceber isso porque desde o começo ele era um chato. O Fernando é um lindo e eu me encantei completamente por ele. E a avó da Dani foi uma das minhas preferidas na história. Ela é um doce e adorei o relacionamento entre ela e a neta.

Também gostei muito das diversas referências que existem no livro, principalmente nas que dizem respeito à música brasileira. Achei muito legal a Angel ter escolhido uma trilha sonora brasileira valorizando, assim, a nossa cultura. Enfim, esse é o tipo de livro para se ler quando se quer algo leve, divertido, envolvente e que te arranque alguns suspiros.

Ps. Toda vez que eu lia o termo freneticamente ou alguma variante eu lembrava das Frenéticas. S2

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O Livro das Princesas


Da mesa da Princesa Mia Thermopolis: Olá, amigos, fãs e companheiros admiradores de princesas (ou eu deveria dizer simpatizantes de princesas?)! Eu mal pude acreditar quando alguém do Brasil permitiu que EU desse uma olhadinha neste livro. Mas acho que faz sentido, já que, além de ser uma princesa, também tenho verdadeira paixão por histórias românticas! Acreditem no que eu digo, este livro tem essas duas coisas de sobra! Mas são releituras contemporâneas, com reviravoltas que farão você dizer owwwwnnnnnn… Uma Cinderela DJ? Rapunzel popstar? Bela é uma supermodelo? E unicórnios em A Bela Adormecida?! Sim, por favor! Mais, mais. POR FAVOR. Não se preocupem, tem mais. Muito mais. Eu amei, e vocês também vão! (Sim, você também vai amar, Tina Hakim Baba. Pode pegar meu exemplar emprestado quando eu terminar de ler. Não, melhor: compre o seu. Assim você vai poder ler de novo e de novo, como eu pretendo fazer.) Sinceramente, Sua Alteza Real, Princesa Mia Thermopolis (Sinopse retirada da orelha do livro)

O Livro das Princesas é uma coletânea de releituras de contos de fada cuja proposta é, como explicou a Princesa Mia, dar uma feição contemporânea e mais realista aos contos escolhidos. Eu amo contos de fada então só essa premissa já seria suficiente para me chamar a atenção, mas, para completar o pacote, duas das minhas autoras favoritas assinam essa obra (Paula Pimenta e Meg Cabot) e depois de saber disso minha vontade de ler esse livro aumentou ainda mais. Os contos foram escritos por autoras brasileiras e ianques e eu devo dizer que os que eu mais gostei foram os das brasileiras. Sem mais delongas, vamos aos contos.

A Modelo e O Monstro, Meg Cabot - Como podemos perceber pelo título, essa é a releitura de A Bela e A Fera e como já era de se esperar tendo a diva da Meg como autora, esse conto foi bem divertido de se ler. Nele, Belle é uma garota extremamente linda que vira modelo para pagar as contas da família, mas detesta esse trabalho porque todos só valorizam a sua aparência. Ela está viajando em um cruzeiro com a sua família quando conhece um cara misterioso chamado Adam que a salva de uma situação complicada. O romance é bem fofo e eu achei bem criativa a maneira dela de transformar o Adam em um monstro.

Princesa Pop, Paula Pimenta - Releitura de Cinderela, esse foi meu conto preferido. A diva da Paula manteve todos os aspectos da história original: a madrasta má, as meias-irmãs, o "'príncipe" e desenvolveu uma história divertida e superdeliciosa de se ler . Nela, Cíntia Dorella é uma adolescente DJ que só pode trabalhar até meia-noite e por isso é conhecida como DJ Cinderela. Não posso falar mais sem dar spoilers, mas eu me apaixonei por esse conto e estou ansiosa para o lançamento da versão estendida que será lançada.

Eclipse do Unicórnio, Lauren Kate - Tosca. Essa é a palavra que define essa releitura de A Bela Adormecida. Lauren Kate deve ter esquecido que a proposta era escrever contos mais realistas e decidiu manter a fantasia o que não teria sido problema se a história fosse realmente boa, o que, definitivamente, ela não é. Creio que a autora tento ser original, mas só o que ela conseguiu foi escrever uma história bizarra e chata. Eu detestei esse conto e provavelmente pensarei duas vezes antes de ler alguma outro trabalho da Lauren (pode ser exagero, mas o conto é ruim a esse ponto).

Do Alto da Torre, Patrícia Barboza - Releitura de Rapunzel, esse foi o segundo conto de que mais gostei. Nele, Camilla é uma adolescente que não pode cortar o cabelo até fazer 15 anos por conta de uma promessa que sua madrinha (acho que ela é a madrinha, não lembro bem) fez  e por isso recebe o apelido de Rapunzel. É um conto fofo e gostoso de se ler. O desenvolvimento da história é bem interessante e o romance acontece de uma maneira inocente e cativante.

Amei esse livro. Com exceção da história da Lauren Kate, todos os contos são gostosos e divertidos de se ler. Apesar de serem histórias curtas, é perceptível o desenvolvimento das personagens. A leitura é leve e fluída e os romances são bem fofos, do tipo que - como disse a Mia - farão qualquer um dizer own e suspirar.

sábado, 20 de dezembro de 2014

Saudades de Sentir



Escrevi essa crônica há bastante tempo e outro dia eu a achei entre as minhas coisas e resolvi postar. Espero que gostem. Ps. Se alguém quiser sugerir um título melhor estou aberta a sugestões. Não gostei desse, mas ainda não consegui pensar em um melhor. 


Não é ele, mas o que eu sentia quando estava com ele. A pele arrepiada por causa de um toque. O pulsar acelerado do coração simplesmente por causa de uma mensagem ou ligação. A respiração suspensa por causa da proximidade de certos lábios. O tremelique bobo que parecia ser de frio, mas que era causado por um beijo ou uma simples lembrança. É disso que hoje eu sinto falta.
A calma e a paz causadas por ouvir a voz de alguém. A sensação de ser certo estar nos braços de outrem. O encaixe do abraço e a descoberta de que existem várias maneiras de entrelaçar as mãos.
O crescer e o construir algo juntos. A jornada que é conhecer um ao outro. Ter alguém pra quem contar e de quem ouvir até os detalhes mais bobos do dia. É disso que eu tenho saudade.
Mas não me basta alguém apaixonado porque não quero só isso. Eu quero alguém que desperte em mim tudo isso novamente e muito mais. Desperte o desejo sincero de cuidar de outra pessoa, o desejo de sonhar e fazer planos juntos. E, com o tempo, desperte também o amor.
É disso que hoje eu sinto falta. O carinho mútuo. A reciprocidade. O estar apaixonada.

 Apesar do texto não ser exatamente sobre amor, eu ouvi essa música uma vez e acho que combina com ele.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Serialholic #Pt. 05



E voltamos com os posts  sobre séries. Enjoy!

The Flash - Conta a história de como Barry Allen de tornou o Flash. Apesar dessa personagem ter sido já apresentada em Arrow, The Flash não é um spin-off e assim como a série do Arqueiro Verde é cheia de ação e mistério só que é um pouco menos sombria e mais divertida. Nela, a mãe do Barry foi assassinada por um meta-humano com supervelocidade quando ele era criança, mas ninguém acredita nele e seu pai acaba sendo preso acusado pelo assassinato. Barry então passa a morar com a sua melhor amiga Iris, por quem tem uma queda, e o pai dela Joe. Uma nota: o relacionamento entre Joe e Barry é um dos mais legais da série, Joe é um fofo e é perceptível o quanto ele ama o Barry como se fosse realmente filho dele. Bem, certa noite Barry é atingido por um raio, entra em coma e quando acorda descobre que tem supervelocidade. Com a ajuda de Joe e de mais alguns "amigos", Barry se torna o Flash e divide seus dias entre seu trabalho como forense,  salvar as pessoas e descobrir quem realmente matou sua mãe. Super recomendo essa série!

The 100 - Em um futuro no qual a Terra se tornou inabitável por conta do excesso de radiação as pessoas vivem em uma estação espacial. Por conta da superpopulação, todos os crimes são punidos com a morte e menores de idade ficam presos até completarem 18 anos quando só então são executados. É nesse contexto que 100 adolescentes presos são mandados para a Terra para que descubram se ela já de tornou habitável novamente. Enquanto esses adolescentes lidam com os perigos que encontram na Terra e tentam aprender a formar alguma espécie de comunidade, as pessoas na estação espacial precisam descobrir como lidar com a escassez de recursos e a superpopulação da nave. Não posso contar mais nada sem dar spoilers, mas eu amei o enredo e as personagens (que são muito bem construídas). Ainda não assisti à segunda temporada, mas recomendo muito esse seriado. Ah! Ele é baseado em um livro, mas pelo que me disseram são bem diferentes (até porque só o primeiro livro tinha sido lançado quando a série estreou).

A to Z - Conta a história do relacionamento entre Andrew e Zelda que vão namorar por 7 meses 4 dias e 1 hora, então já podemos esperar um casamento, um término ou uma morte no final (particularmente, torço pela primeira opção). A série é estilo crônica e vai contar o dia a dia das personagens e apesar do foco ser o relacionamento entre eles, também podemos observar o relacionamento deles com seus melhores amigos, Stu e Stephany. É um seriado muito gostoso de se assistir, me apaixonei por ele e estou torcendo para que não seja cancelado.

Outlander - Claire está na Escócia com seu marido Frank em uma espécie de segunda lua de mel, um dia - enquanto está passeando sozinha por Craig na dun - ela toca em uma das rochas e acaba sendo transportada para o passado. Claire acaba sendo ''acolhida'' por alguns highlanders e utiliza seus conhecimentos (porque convenientemente ela conhece muito bem a história e os costumes escoceses dessa época, entre outras coisas) para tentar se adaptar ao mesmo tempo em que tenta descobrir como voltar para casa. Entre os escoceses está o lindo *suspiros* Jamie *suspiros* que sempre protege a Claire. O seriado é muito interessante do ponto de vista histórico e político e o enredo dele propriamente dito é do tipo que prende bastante a atenção. Eu me apaixonei pela série e pelo Jamie. Ah! Também é baseado em uma série de livros e pelo que me disseram parece que o seriado tem sido bem fiel.

Constantine - Baseado numa série de HQ's e, segundo comentários que li/ouvi, mais fiel que o filme. Constantine é um demonologista, exorcista e especialista em arte das trevas que se vê envolvido em uma luta entre o céu e o inferno. Recomendo pra quem gosta da temática sobrenatural. O seriado ainda está no começo, mas eu estou gostando. Curiosidade: O piloto havia vazado meses antes da estreia, mas acabou sendo modificado. A princípio a personagem Liv (minha eterna Marian de Robin Hood) seria uma das principais, mas acabou sendo substituída pela Zed. Eu gosto da Zed, mas fiquei chateada com a saída da Liv porque também gostava dela.

Sleepy Hollow - Ichabod Crane é um soldado inglês que luta ao lado dos Estados Unidos durante a revolução americana até que um incidente acontece e ele quase morre. Depois desse incidente ele acorda nos Estados Unidos da atualidade e descobre que mais de 200 anos se passaram. Ele então se une a subtenente Abgail Mills para lutar contra as forças demoníacas que querem dominar a terra. A série é sobrenatural-apocalíptica e ótima pra quem gosta desse estilo. Tem bastantes referências a personalidades históricas e é legal porque temos mulheres fortes e ativas e personagens negras todas em primeiro plano. No entanto, ainda dá pra perceber um pouco daquele ar de superioridade ianque através do enredo. Eu gostei muito desse seriado, ele tem várias reviravoltas e uns plot twists que nunca tinham passado pela minha cabeça. Super indico. Ps. Apesar da chamada da série focar no cavaleiro sem cabeça, ela vai bem além da história dele.

Reign - A série conta a história de Maria Stuart, rainha da Escócia. E apesar de não ser tão acurada, historicamente falando, é uma das minhas séries favoritas. Gostei muito da construção de todas as personagens e de como elas se relacionam entre si. A primeira temporada foca bastante no triângulo amoroso formado pela rainha Mary, o príncipe da França Francis (Francisco II)  e o filho bastardo do rei (que não existiu de verdade) Bash. Pausa para suspiros porque ele é muito lindo e sexy. #piriguetagmeseriádica É interessante ver também como a presença da Mary vai influenciar no relacionamento dos dois irmãos que protagonizam algumas das melhores cenas desse seriado. Já a segunda temporada foca SPOILER no reinado da Mary e do Francis e dos problemas que eles enfrentam enquanto casais e enquanto governantes SPOILER Reign me lembra um pouco The Tudors, mas sem as cenas de sexo a cada 10 minutos e com um pouco mais de mistério. Recomendo muito.

Downton Abbey - Esse seriado conta o dia a dia de uma família inglesa no início do século XX. Eu gosto porque podemos conhecer um pouco dos costumes e de como funcionavam as relações sociais da época. Tem uma boa dose de drama também. eu recomendo pra quem gosta de séries no estilo crônicas.

Doctor Who - É uma série da BBC que estreou em 1963, saiu de ar depois de 26 temporadas e voltou à televisão em 2003. Eu não assisti a série antiga, mas tenho acompanhado a nova. O seriado gira em torno do "Doctor" um alienígena da  raça (espécie?) dos Senhores do Tempo que viaja através do tempo e espaço em uma TARDIS (Tempo e Dimensão Relativas no Espaço - Time and Relative Dimensions in Space ). O Doctor está sempre acompanhado de uma companion feminina (mas com quem ele não vai necessariamente ter um relacionamento amoroso) e ocasionalmeto de um companion masculino também. o Doctor e seus companheiros estão sempre enfrentando vilões e salvando o Universo. Essa série é uma das queridinhas dos nerds pelo mundo a fora e é uma das minhas preferidas. Pra quem gosta de ficção científica ou de reflexões sobre o comportamento humano, a sociedade etc é um prato cheio!

Sanditon - É uma websérie dos mesmos produtores de TLBD e é baseada em um conto inacabado de Jane Austen. Apesar da protagonista ser a fofa da Gigi Darcy, eu achei extremamente chata.

Emma Approved -  Baseado no romance "Emma" de Jane Austen essa websérie se passa no mesmo universo de TLBD e Sanditon (e por conta disso o primeiro nome do Mr. Knightly foi trocado de George para Alex, para que não fosse confundido com o George Wickham - só uma curiosidade). Ela segue também o mesmo padrão de suas antecessoras no quesito interação com os telespectadores ao criar diversas redes sociais para as personagens. Eu amei quase tanto TLBD e super recomendo.

The Jane Eyre Autobiography - Essa websérie se baseia no romance Jane Eyre de Charlotte Bronte. A duração de seus episódios varia muito, alguns são de apenas 2 minutos enquanto outros duram meia hora. Ela parece ser uma produção mais caseira que TLBD e suas sucessoras e não há tanta interação com os telespectadores, no entanto é uma ótima websérie e eu gostei muito. Super recomendo.

Confira as postagens anteriores:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4